Sindilojas Porto Alegre defende redução tributária do material escolar

Presidente Ronaldo Sielichow afirma que é inadmissível que os impostos para este tipo de produto sejam tão altos

Nessa semana um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário mostrou que a compra do material escolar contribui como um dos itens mais pesados para o bolso dos brasileiros e, em alguns casos, dificulta o acesso à educação. O levantamento sobre os principais itens que compõem o material escolar aponta que, por exemplo, 47,5% do preço de uma caneta se referem aos impostos.

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre, Ronaldo Sielichow, afirma que um país que deseja melhorar a educação deve rever a cobrança de impostos tão altos para esse tipo de produto. “É inadmissível querer investir em educação sem facilitar à população o acesso a esses itens”, ressalta.

Veja também

    NoticiasMarketing

    NRF 2024 vista por dentro

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Encerrada a etapa das 4 edições do Talks pré 11ª FBV

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais