Sindilojas Porto Alegre orienta o funcionamento normal do comércio na segunda-feira, dia 03

Sindicato repudia a decisão das entidades que representam os servidores da segurança pública de reduzirem a jornada de trabalho no dia 03

O Sindilojas Porto Alegre é contrário a medida anunciada hoje,…

Sindicato repudia a decisão das entidades que representam os servidores da segurança pública de reduzirem a jornada de trabalho no dia 03

O Sindilojas Porto Alegre é contrário a medida anunciada hoje, dia 31, pela Brigada Militar, Polícia Civil e os Bombeiros. Os órgãos de segurança pública são vitais para a sociedade, e reduzir a jornada de trabalho e sair dos quartéis somente em casos de urgência só vai piorar a situação do Estado. A Entidade manifesta o seu repúdio à decisão e orienta os lojistas a abrirem seus estabelecimentos e trabalharem normalmente na segunda-feira.

O parcelamento dos salários dos servidores públicos compromete todos os setores da economia e diminui a arrecadação. “”””Entendemos o direito do funcionalismo reivindicar o pagamento integral da sua remuneração. Porém, a sociedade não pode ser prejudicada dessa maneira. Se, além disso, fecharmos as portas dos estabelecimentos comerciais o cenário ficará ainda mais crítico””””, alerta o presidente do Sindicato, Paulo Kruse.

O Sindilojas Porto Alegre orienta os comerciantes a ficarem atentos às movimentações nas proximidades das suas lojas, a fim de garantir a preservação do patrimônio e a segurança de seus funcionários e clientes. A Entidade salienta que estará monitorando os acontecimentos para auxiliar os lojistas e, inclusive, acionar a Brigada Militar quando for necessário.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais