Sua equipe é engajada?

Vendas menores, clientes insatisfeitos e ticket médio abaixo do desejado são apenas alguns dos indícios observados em curto prazo, diz especialista

De acordo com a Coach, especialista em educação Corporativa e gestora de Recursos Humanos (RH) da Sociedade Brasileira de Coaching, Raquel Castro, um dos grandes desafios de uma empresa é conquistar, desenvolver e manter sua equipe engajada durante a execução das atividades profissionais.

Raquel Castro define que um colaborador engajado é aquele que participa voluntariamente das demandas da organização, propõe soluções, ideias e críticas com foco na melhoria contínua da empresa . A especialista ressalta que, em 2015, a consultoria Deloitte elaborou uma pesquisa, com 2,5 mil líderes de RH de 94 países, e revelou que, apenas 13% dos colaboradores são engajados.

“Vendas menores, clientes insatisfeitos e ticket médio abaixo do desejado são apenas alguns dos indícios observados em curto prazo quando a empresa varejista tem baixo engajamento de seus colaboradores. Se pensarmos em longo prazo, o resultado pode ser catastrófico”, alerta a coach sobre as consequências.

É essencial que o líder perceba rapidamente o deficit de engajamento dos seus colaboradores. Com isso Raquel aponta três dicas que podem ajudar o gestor a avaliar como está a sua equipe:

Dica 1

Você já percebeu uma torcida velada para acabar a luz no shopping ou acontecer alguma coisa que livre do trabalho? Caso a respostas seja sim, saiba que uma equipe realmente engajada não procura subterfúgios para se livrar do trabalho que precisa ser feito.

Dica 2

Há integração na equipe? Caso haja “panelinhas”, fofoca e bullying no time saiba que esses elementos não permitem uma organização produtiva – e lucrativa – para a companhia. Profissionais sem melindres, interessados no sucesso do negócio são essenciais. “Quando a equipe se enxerga como tal, deixando interesses pessoais em segundo plano, o resultado positivo vem para todos, naturalmente”, pondera.

Dica 3

Antes de buscar tal postura da equipe, o próprio gestor deve ter o comportamento. Raquel Castro aponta que o líder é a peça-chave para o aumento do engajamento de uma equipe, e isso se baseia em notar o desejo de crescimento na empresa dos funcionários e a credibilidade nos critérios de avaliação da empresa.

Como resolver?

O engajamento da equipe, segundo a especialista, pode ser desenvolvido por meio do líder com aptidões técnicas, ferramentas e conhecimento acadêmico, mas, acima de tudo, com troca de experiências e estudos de casos. Raquel Castro é uma das responsáveis pelo programa Mentoria Excelência Operacional no Varejo, que utiliza tal metodologia, e ressalta que, na ação, o mentorado recebe todo o conhecimento e é orientado a seguir a teoria na prática durante a semana na empresa.

Fonte: Economia – iG

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais