Tombamento da Livraria do Globo

O prédio da antiga Livraria do Globo, localizado na Rua dos Andradas, no chamado Centro Histórico de Porto Alegre, será tombado em, no máximo, 60 dias pela Equipe do Patrimônio Histórico e Cultural…

O prédio da antiga Livraria do Globo, localizado na Rua dos Andradas, no chamado Centro Histórico de Porto Alegre, será tombado em, no máximo, 60 dias pela Equipe do Patrimônio Histórico e Cultural (Epahc), da Secretaria Municipal da Cultura. O anúncio foi feito ontem pela diretora da Epahc, Débora Regina Magalhães da Costa, acrescentando que o procedimento administrativo visando ao tombamento já se encontra em andamento. Lembrou que o imóvel foi construído em 1924 e abrigou a livraria até 2007.

“A edificação tem um valor inegável”, sintetizou Débora. Ressaltou que, no passado, o imóvel era um espaço de encontro de grandes escritores, como Érico Verissimo e Mario Quintana. “Também servia de palco para importantes debates sobre a vida política, econômica e cultural do Estado e do país.” Tão logo ocorra o tombamento, o prédio passará por completa revitalização. A restauração foi definida por meio de Termo de Ajustamento de Conduta, formalizado entre o Ministério Público, os proprietários e locatários e a prefeitura.

O promotor de Justiça Carlos Paganella, do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, revelou que a medida foi adotada devido à descaracterização do patrimônio histórico-cultural. “Asseguramos a preservação da arquitetura da fachada e da memória histórica que a antiga livraria representou para Porto Alegre”, enfatizou.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais