Trânsito no entorno de prédio interditado será liberado amanhã

Edificação no Centro de Porto Alegre foi estabilizada pela Prefeitura. Passagem no entorno de obra será liberada após mais de 20 dias.

O tráfego de veículos na área Central de Porto Alegre retorna à normalidade a partir das 9h desta quinta-feira em consequência da estabilização do prédio antigo que passa por reformas na esquina das ruas Riachuelo e Marechal Floriano Peixoto. No sábado, a passagem de pedestres na calçada foi liberada.

A mudança representa inversão do trânsito na Riachuelo entre a Marechal Floriano e a Borges de Medeiros, neste sentido. A Jerônimo Coelho retoma o sentido anterior, com mão única da Borges de Medeiros para a Duque de Caxias. A conversão à direita na Borges de Medeiros para a Riachuelo fica proibida. A Vigário José Inácio novamente terá sentido único da Duque de Caxias para a Salgado Filho. A Marechal Floriano permanece bloqueada entre a Salgado Filho e a Riachuelo até sábado.

O secretário municipal de Obras e Viação (Smov), Cássio Trogildo, afirmou que não há mais risco iminente de queda no local. “Como já iniciamos a estabilização da estrutura, é possível liberar a via, garantindo a segurança na circulação de pedestres e veículos, então faremos mais um recuo dos tapumes e seguiremos com parte da interdição apenas na Marechal Floriano”, explicou.

Após quase 20 dias do começo da obra, foram retirados 25 contêineres de entulhos do interior do prédio. São moerões, pedras, tábuas e outros materiais condenados. A parte inicial dos grampeamentos e demais medidas de estabilização das paredes do lado da rua Riachuelo foram realizadas e, com o uso de guindaste, toda a estrutura remanescente do telhado comprometido foi removida. Com a estabilização total da parede do lado da rua Riachuelo, será realizado o grampeamento da parede do lado da Marechal Floriano, para reforçar a estabilização da estrutura.

Os trabalhos são executados pela empresa Itabira Engenharia, contratada emergencialmente pela Prefeitura. A duração prevista da obra é de 60 dias, sendo que o prazo encerra em abril. O investimento é de R$ 113.949,15, que serão cobrados do proprietário, responsável pela manutenção do imóvel.

Desde 1999, a Smov vem realizando vistorias periódicas, enviando notificações e multas ao proprietário. O último laudo contratado pela secretaria, em 3 de março de 2011, apontava a necessidade de reforços, embora não houvesse risco iminente. Na noite de 12 de fevereiro, vizinhos detectaram a queda de pedaços da construção. Imediatamente, foram acionados diversos órgãos da prefeitura, e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) bloqueou o trânsito no local. Na segunda-feira, 13, a Smov realizou nova vistoria e concluiu que não havia como atestar a segurança da estrutura, definindo pelo isolamento total da área para evitar qualquer risco à população.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais