Vai investir no mercado plus size? Confira as dicas

O mercado plus size tem um potencial de crescimento que poucas marcas conseguem enxergar. E se você quer investir neste segmento, é presico estar atento a algumas dicas. As chances de sucesso são muitas! Para a indústria e para o varejo, é mais uma linha de produto a compor o mix a ser desenvolvido, produzido, estocado, […]

O mercado plus size tem um potencial de crescimento que poucas marcas conseguem enxergar. E se você quer investir neste segmento, é presico estar atento a algumas dicas. As chances de sucesso são muitas!

Para a indústria e para o varejo, é mais uma linha de produto a compor o mix a ser desenvolvido, produzido, estocado, etc., o que agrega um desafio ainda maior às suas operações, mas não dá para desprezar um público potencial equivalente a 40% da população brasileira, em busca de marcas que o valorizem”, afirma Marcelo Prado, diretor do IEMI – Inteligência de Mercado.

E para quem pretende investir no setor, Renata Poskus, digital influencer com o blog Mulherão e criadora do Fashion Week Plus Size, separou algumas dicas. Confira:

1. Estude, estude, estude

A primeira delas, embora pareça óbvia, precisa ser bastante frisada: estudar o setor. Parece óbvio, mas muitas marcas tentam entrar no segmento sem conhecer o perfil do consumidor plus size e o potencial do mercado. Assim como em qualquer negócio, é preciso saber exatamente quem se quer atingir.

2. Atente-se aos detalhes da loja

“Tem lojista que só se preocupa com o que colocará na prateleira, mas se esquece de detalhes que são irrelevantes em lojas para mulheres magras, mas são muito importantes em uma loja plus size”, afirma Renata. “O provador é um deles. Tem que ser amplo. Loja em cidade com clima quente, sem ar condicionado, pode comprometer vendas. A cliente fica desconfortável em provar roupas passando calor, apertada, claustrofóbica. Acaba comprando correndo, arrepende-se depois e nunca mais volta na loja”, explica.

Gerar uma experiência agradável de compra para uma cliente plus size nem sempre é igual a gerar uma cliente do vestuário adulto comum. E isso pode fazer toda a diferença na hora de fidelizar a cliente plus size.

3. Cuidado com o discurso

E isso envolve vários fatores. “Atenção para a vitrine, disposição de roupas pela loja, marketing olfativo e treinamento de vendedoras. Nada de papo ultrapassado: ‘tal roupa emagrece’, ‘este look te deixou mais magra’ etc”, conta Renata.

“A ideia não é transformar a cliente, mas ressaltar suas qualidades. ‘Essa blusa valorizou sua cintura’, ‘essa calça valorizou suas pernas’ etc. A mulher plus size é discriminada o tempo todo nas ruas, tem que se sentir acolhida e valorizada dentro da loja”, continua Renata.

4. Roupa bonita e de qualidade é para todo mundo

Nada de tecidos de malha, cortes retos, cores escuras. Assim como todo mundo, o público plus size também gosta de estar na moda e sentir-se bem – não importa o número do manequim. Por isso, aqui há um desafio para a indústria e para o varejo.

“A roupa hoje tem uma modelagem diferenciada. Antigamente, as roupas tinham corte de “saco de batata”, quadradona, com estampas ultrapassadas. Hoje, a moda plus size anda alinhada com a moda convencional. O que uma magra usará na nova coleção, a gorda também usará. As roupas carregam tendências e ousadia”, comenta Renata.

5. Marketing certo

Por fim, Edmundo Lima, diretor executivo da ABVTEX – Associação Brasileira do Varejo Têxtil, lembra da importância de um investimento em uma campanha correta de marketing. “Os investimentos do varejo de moda na ampliação da grade de tamanhos e modelagens dos produtos estão em evolução. O desafio das varejistas é adequar a comunicação para que não haja qualquer tipo de discriminação relacionado ao biotipo dos consumidores”, conclui.

Fonte: NoVarejo

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais