Vendas na Black Friday devem crescer 9% neste ano

Pesquisa realizada pelo Sindilojas Porto Alegre com lojistas de rua da Capital indica a projeção de crescimento das vendas da Black Friday neste ano.

Pesquisa realizada pelo Sindilojas Porto Alegre com lojistas de rua da Capital indica a projeção de crescimento das vendas da Black Friday neste ano. Segundo os empresários pesquisados, as negociações serão cerca de 9% maiores do que as registradas no mesmo período do ano passado, resultado de um incremento no volume de produtos vendidos e no crescimento do ticket médio, que chegará a R$ 612,00.

“A Black Friday está caindo no gosto do consumidor, prova disso é o otimismo dos lojistas para as vendas e a projeção de que ele irá estender as promoções, já que 35,8% deles indicaram que irão prolongar os descontos da data, mesmo após o dia 24 de novembro. Este dia de descontos é uma oportunidade para os varejistas venderem produtos a preços mais baixos e para o consumidor antecipar compras, especialmente aquelas que seriam realizadas para o Natal”, indica o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse.

A pesquisa também mostrou que quem mais consome na data é a classe C da população, que realiza 58,4% das compras. Em contrapartida, a classe A compra apenas 1,0% das ofertas da Black Friday. A média dos descontos nos produtos, segundo os lojistas, é de 34%. Confira algumas projeções de valores dos produtos na Black Friday, considerando essa média de descontos:

  • TV LED 32’’ – de R$ 1.139,99 por R$ 752,39
  • Celular – de R$ 1269,00 por R$ 837,54
  • Tênis – de R$ 250,00 por R$ 165,00
  • Jaqueta – de R$ 299,90 por R$ 197,34

Esta edição da Black Friday apresenta também uma surpresa em relação ao perfil do comprador. Segundo a percepção dos lojistas pesquisados, a faixa etária que mais realiza compras no dia 24 de novembro no comércio da Capital é a de 36 a 45 anos, com 42,9% das negociações. Quem possui entre 18 e 24 anos compra na data apenas 1,0% dos produtos oferecidos com desconto nas lojas de rua da cidade.

Outro dado importante da pesquisa mostrou a forma de pagamento preferida dos consumidores para a data. Na Black Friday, cartão de crédito parcelado (41,7%) se aproximou do pagamento à vista em dinheiro ou cartão de débito, que registraram 46,1% das respostas dos entrevistados.

No comércio de rua, os produtos mais vendidos serão roupas (14,7%), calçados (7,0%), televisores (5,4%), celulares (3,1%) e móveis (2,3%).

 

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais