Vitrines que conversam

A vitrine ganhou importância e é mais um elemento de conexão com o consumidor

Em um mundo em que físico e digital se misturam, as vitrines das lojas físicas ganharam nova dimensão. Na Loja Melsen, a vitrine merece atenção especial das proprietárias, conforme revela Rose Muller, uma das sócias. “A vitrine se expandiu e ficou mais dinâmica, não é mais algo estático. Hoje, ela tem que conversar com o interior da loja e com o que a loja posta nas redes sociais”, ensina Rose. Para ela, a vitrine ficou até mesmo mais sincera e informativa, pois a roupa que antes aparecia vestindo um manequim, ajustada com alfinetes e mostrando um caimento perfeito, atualmente é mostrada também num storie no Instagram vestindo uma pessoa real e com informações sobre o tipo de tecido e outras características da peça.

Não é fácil inovar e ser criativo sempre, mas Rose diz que na Melsen tenta-se fugir do óbvio e apostar na interação com o público. Ela diz que é possível, por exemplo, usar as redes sociais para perguntar se as clientes preferem uma vitrine para o Natal em vermelho ou em azul. Na troca de estação, dá para perguntar que tipo de peça as clientes gostariam de ver na vitrine.

Leia essa matéria por completo e demais temas da revista do Sindilojas Porto Alegre, Conexão Varejo, clicando aqui.

 

 

Veja também

    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais