Yeda se antecipa à FEE e diz que RS cresce 7,8%

Tratando o assunto como o “fato mais relevante” do seu mandato, a governadora Yeda Crusius anunciou ontem que a economia gaúcha crescerá 7,8% em 2010. O índice, que mede a soma das riquezas geradas pelo…

Tratando o assunto como o “fato mais relevante” do seu mandato, a governadora Yeda Crusius anunciou ontem que a economia gaúcha crescerá 7,8% em 2010. O índice, que mede a soma das riquezas geradas pelo Estado em um ano, é o maior da década e deve ser superior ao desempenho da economia brasileira.

O valor bruto adicionado à economia foi de R$ 218,8 bilhões, segundo os dados apurados pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) – resultado de um desempenho acima da média do agronegócio e do setor industrial. O Produto Interno Bruto (PIB) per capita, que capta a renda média de cada habitante do Estado em um ano, ficou em R$ 20,2 mil. No ano passado, a economia gaúcha havia encolhido 0,8% sobre o índice de 2008. – É o fato mais relevante destes quatros anos (de governo). Associado com a menor taxa de desemprego do país, o crescimento de 7,8% deve ser saudado porque afeta a vida das pessoas. E afeta para melhor – avaliou Yeda.

Os números fazem parte de uma prévia que tradicionalmente é informada pela FEE em relação ao desempenho dos setores econômicos do Estado. Yeda divulgou o desempenho antes do anúncio oficial, marcado pela fundação para a próxima terça-feira. Ela recebeu a informação sobre o índice do secretário de Planejamento, José Alfredo Parode.

Surpreso, o presidente da FEE, Adelar Fochezatto, disse que informou o número ao secretário sem a intenção de torná-lo público neste momento: – Fiquei numa sinuca de bico. Agora, talvez seja necessário antecipar a divulgação oficial dos resultados.

Fochezatto não quis antecipar mais dados sobre o levantamento da FEE, mas confirmou que os desempenhos da agricultura e da indústria foram determinantes para o índice positivo apurado pela fundação. Segundo o economista, a taxa de crescimento da economia gaúcha será maior do que a brasileira por alguns décimos. Ontem, o levantamento preliminar do Banco Central apontou crescimento de 7,3% para a economia brasileira em 2010.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais