Boa parcela dos lojistas pensa em contratar temporários este ano

Em média, dois funcionários temporários por empresa devem ser contratados, com foco em vendedores e balconistas

Um levantamento realizado pelo Núcleo de Pesquisa do Sindilojas Porto Alegre sobre contratação de temporários no comércio porto-alegrense mostrou que, quase metade, 49%, pretendem fazer contratação de empregados temporários para o fim deste ano. Meio por cento não soube responder. Entre as razões para essa movimentação estão para ajudar no atendimento (77,2%), contratar, pois, fim do ano tem mais movimento (66,3%) e manter a organização (22,8%).

No ano de 2022, 34% dos respondentes contrataram funcionários temporários no fim do ano.

Dos que responderam que não pretendem contratar (50,5%), as principais razões foram: quadro de funcionários completo (49%), contratam somente efetivos (41,3%) e consideram a loja de pequeno porte (2,9%).

Temporários em 2023

Neste ano, lojistas que responderam a pesquisa da Entidade disseram que o tempo de permanência do temporário deve ser por cerca de 59 dias, e as funções mais necessitadas são as seguintes. Vendedor, com 66,3% das citações. Em seguida vem balconista, (23,8%), estoquista, (14,9%), empacotador (12,9%) e caixa (11,9%). A maioria das contratações deve ocorrer na 1ª quinzena de novembro, segundo o levantamento.

Período em que deverão ocorrer as contratações temporárias:

  • 1ª quinzena de novembro: 22,8%
  • 1ª quinzena de dezembro: 21,8%
  • 2ª quinzena de novembro: 13,9%
  • 1ª quinzena de outubro: 12,9%

Requisitos fundamentais no candidato para que ele seja contratado, segundo consta na pesquisa, são esses: disponibilidade de horários (80,2%); experiência (71,3%); proatividade (53,5%) e disposição (48,5%).

 Curiosidades:

Oferecem capacitações aos funcionários?

Sim, sejam funcionários temporários e contratados: 69,3%

Não oferecem: 19,8%

Principais dificuldades encontradas para contratação:

Falta de empenho: 58,7%

Falta de experiência: 23,9%

Perfil dos entrevistados:

Vestuário: 28,2%

Calçados: 18,4%

Brinquedos/games: 7,8%

Local da loja:

Rua: 60,7%

Shopping: 36,4%

De acordo com o presidente do Sindilojas POA, Arcione Piva, os dados indicam a necessidade de tanto os candidatos quanto as empresas buscarem por capacitação. “O mercado, cada vez mais dinâmico, busca por pessoas que querem aprender. Ao mesmo tempo, os lojistas precisam estar atentos às diferentes gerações, pois demandam novos estilos de gestão”, observou o dirigente. “Oferecemos, aqui, uma série de cursos e conteúdos, muitos deles gratuitos, para varejistas e colaboradores se desenvolverem”, concluiu.

Veja a Pesquisa completa abaixo:

 

Acesse aqui para baixa o material.

Veja também

    PesquisaNoticias

    Sindilojas Porto Alegre realiza pesquisa com empresários da capital sobre o uso d...

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticiasVendas

    Café com Lojistas reúne grande público e debate vendas em momentos de crise

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Na comparação com o Dia dos Namorados de 2023, 17% dos lojistas dizem ter vendid...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Sondagem do Sindilojas POA prevê Dia dos Namorados tímido para o comércio na ca...

    Veja mais