Dia dos Pais deve movimentar R$ 52 milhões em 2014

Pesquisa realizada pelo Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre com consumidores da Capital mostra que o Dia dos Pais em 2014 deve ter crescimento de 8% nas vendas em relação a 2013. A expectativa é que a…

Pesquisa realizada pelo Sindilojas Porto Alegre e CDL Porto Alegre com consumidores da Capital mostra que o Dia dos Pais em 2014 deve ter crescimento de 8% nas vendas em relação a 2013. A expectativa é que a data gere um incremento de R$ 52 milhões no varejo da cidade em função da data.

“O Dia dos Pais será uma oportunidade para o lojista recuperar as vendas que foram perdidas com o fechamento de lojas durante a Copa do Mundo, além de ser uma data importante para renovar o relacionamento com os clientes e seus familiares, que nesta data procuram presentes para os pais”, afirma Paulo Kruse, presidente do Sindilojas Porto Alegre.

“A participação dos pais na família moderna deve transformar o Dia dos Pais, ampliando a valorização e representando um crescimento de importância pela forte presença deles no dia a dia”, ressalta o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino.

O que vão ganhar
A preferência de quem vai presentear os pais segue a tendência de anos anteriores, com vestuário liderando a pretensão de compras de 51% dos entrevistados, seguido de perfumaria (19%), que neste ano ultrapassa os calçados (16,5%) e é o segundo item preferido por quem vai comprar presentes. Já entre os presentes que os pais querem de receber, 26% respondeu que gostaria de ganhar roupas como presente no dia 10 de agosto. Calçados (22%), eletrônicos (17,1%) e perfumaria (16,3%) aparecem em seguida na preferência dos pais.

Investimento no presente
A respeito do número de presentes, 73,4% dos entrevistados afirmou ter a intenção de comprar um presente, 21,9% pretendem comprar dois, 2,8% darão três presentes e 2,1% presenteará com quatro ou mais itens. O ticket médio das compras para o Dia dos Pais deve ficar em R$ 133,00, sendo que a maior fatia dos respondentes (38,2%) vai gastar entre R$ 100,00 e R$ 150,00.

Pagamento
Como já observado em anos anteriores, a maioria dos entrevistados relatou que vai realizar o pagamento de suas compras à vista em dinheiro (59,2%), seguido do cartão de crédito a prazo, que aparece com 20,8% da preferência, e pela modalidade de cartão de débito à vista (8,7%). O pagamento à vista no cartão de crédito é a forma de pagamento para 4,5% dos respondentes, enquanto a prazo no cartão ou crediário da loja é opção para 5,4% dos que responderam. Sobre quem efetua o pagamento do presente, 90,6% dos entrevistados afirmam que eles próprios pagarão, enquanto 3,1% diz que é o cônjuge, 2,2% a mãe ou madrasta, enquanto 1,9% deve dividir o custo do presente com irmãos e 2,1% disse que outra pessoa irá realizar o pagamento.

Quem será presenteado
Dos 400 consumidores entrevistados, 58,3% irá comprar presentes para os pais, 28% para o marido ou companheiro, 11% para os filhos e 4,3% para os sogros e 3% para os avôs.

Quem presenteia
A maior parte dos entrevistados que são pais afirmou receber presentes de suas esposas (51,4%), 36,8% relatou ganhar os presentes dos filhos e 10,5% ainda disseram receber os presentes de outras pessoas. Outros 1,4% alegaram que não receberão presentes.

Quando e onde vão comprar
A semana anterior ao Dia dos Pais e a véspera da data são os períodos que concentrarão a compra dos presentes, com 47% e 23,4% da preferência dos consumidores, respectivamente. O domingo vai contar com 3,5% dos entrevistados indo às compras e somente 16,2% do total deve se prevenir e comprar os presentes com até duas semanas de antecedência. As lojas de rua são os locais preferidos de compra para 50,1% dos respondentes, enquanto 37,8% vai comprar os presentes em lojas de shopping. A internet aparece com 2,4% da preferência.

Motivações
Questionados sobre os principais fatores que ajudam a escolher os presentes, os consumidores relataram que as motivações surgem com a proximidade da data, com as propagandas veiculadas nos meios de comunicação e em função da decoração das lojas. Também alegam que para decidir com quais itens irão presentear, 28,6% preferem perguntar ao pai o que ele gostaria de ganhar. Na hora de decidir o que e onde comprar, as questões mais importantes apontadas pelos participantes da pesquisa foram o bom atendimento, promoções de preço, variedade de produtos e condições de pagamento.

A pesquisa de intenção de compras para o Dia dos Pais foi realizada entre os dias 14 e 18 de junho com 400 moradores do município de Porto Alegre, de ambos os sexos e diferentes classes sociais, pelo Instituto Methodus.

Veja também

    Noticias

    O Sindilojas Porto Alegre é finalista do Top de Mkt ADVB/RS 2024

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades desta semana para as obras no Centro da capital

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais