Fábricas de calçados reforçam produção

Com as vendas aceleradas ao longo do inverno, a indústria calçadista agora corre para produzir o que vai estar nos pés das brasileiras neste verão. Apenas no primeiro semestre deste ano, os brasileiros…

Com as vendas aceleradas ao longo do inverno, a indústria calçadista agora corre para produzir o que vai estar nos pés das brasileiras neste verão. Apenas no primeiro semestre deste ano, os brasileiros compraram 7% mais pares do que no mesmo período do ano passado, obrigando as empresas a empurrar a produção de verão para o final do ano.

A boa notícia é que, além do que já está nas prateleiras, haverá novidade para os pés chegando às lojas nas próximas semanas.

Sazonal, a produção do calçado costuma ocupar menos mão de obra para a temporada de calor, quando botas de cano longo e bordados dão lugar a sandálias mais leves e fáceis de serem fabricadas. Neste ano, porém, tanta demanda ao longo do ano levou os empresários, que estavam acostumados a reduzir o quadro de funcionários, a manter as equipes na ativas até mais tarde.

Diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein é cauteloso, mas já indica o otimismo do setor. A previsão da associação é de um incremento de 5,5% no volume de pares fabricados no ano em comparação com 2009. Ou seja, 44 milhões milhões de pares extras nas lojas em 2010. É por conta desse aquecimento do mercado que empresas como a Ramarim, de Nova Hartz, comemoram a manutenção do quadro de funcionários. – O crescimento sobre 2009 será considerável, notamos um otimismo muito maior no mercado, um clima muito mais favorável, já podemos falar em 20% a 25% de alta – afirma Jackson Wirth, diretor administrativo financeiro da empresa que emprega 2,3 mil funcionários.

A nova estação também reforça os negócios da West Cost, de Ivoti, que triplicou o número de funcionários este ano, de 400 para 1,2 mil, com novas unidades em Sobradinho, Arroio do Tigre e Sergipe. Só não se expandiu mais no Vale do Sinos por falta de mão de obra na região. – A troca de estação é muito importante para nós. É quando os consumidores vão às lojas buscar as novidade, procuram se atualizar dentro da tendência do que será moda – avalia Rafael Schefer, diretor de mercado da West Coast.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais