Lojistas da Capital acreditam em crescimento de 7% nas vendas durante a Copa do Mundo

Em levantamento feito pelo Sindilojas Porto Alegre, lojistas demonstraram boas expectativas com a realização da Copa do Mundo na Capital. Do total de consultados, 52% espera que haja aumento de vendas durante…

Em levantamento feito pelo Sindilojas Porto Alegre, lojistas demonstraram boas expectativas com a realização da Copa do Mundo na Capital. Do total de consultados, 52% espera que haja aumento de vendas durante o evento. A média de crescimento chega a 20% entre os mais otimistas. Por outro lado, um montante de 33% dos comerciantes acreditam que pode haver uma queda em cerca de 16% nas vendas, também em função do campeonato, enquanto 14% deles preveem manutenção dos patamares de negócios no período. No total, segundo os lojistas, o crescimento médio deve ficar em 7% no varejo da Capital durante a Copa do Mundo.

O Sindilojas Porto Alegre, porém, acredita que os resultados possam ser ainda melhores. “”Acreditamos que a alta nas vendas durante o mundial possa chegar a 15%. Há um sentimento de incerteza sobre como será o resultado, mas o lojista que se preparou vai poder tirar proveito do fluxo intenso de pessoas que vão circular pela cidade””, afirma o presidente da Entidade, Paulo Kruse.
A pesquisa ainda sinaliza que 57% dos lojistas de Porto Alegre espera que a Copa do Mundo altere a rotina de seus negócios, com impacto gerado pelo movimento de turistas na capital gaúcha. Outros 41% creem que o evento não deve motivar alterações nos negócios e 2% não souberam responder.

Questionados sobre ações especiais focadas no evento, 76% dos lojistas manifestaram que devem realizar promoções ou decoração motivados pelo evento na Capital. Outros 15% responderam que não pretendem seguir esta estratégia e 10% relataram que não sabem ou não definiram se realizarão alguma ação promocional. O levantamento também constatou que 37% das lojas deve permanecer em funcionamento no momento dos jogos da seleção brasileira; 32% não irá abrir os estabelecimentos e 32% dos empresários não sabe ou não definiu sobre a abertura das lojas.

Entre os participantes do levantamento, 41% são do segmento de vestuário; 29% de bazar; 24% de calçados e 6% de outros segmentos (artigos esportivos, joalheria e souvenirs).

Geração de emprego e qualificação

Os lojistas também foram consultados sobre adaptações na equipe de trabalho para o atendimento aos clientes durante o torneio de futebol. A maioria (88%) não pretende ampliar a equipe de funcionários para o evento, enquanto 10% responderam que pretendem contratar mão de obra para o período. Destes, 50% afirmou a intenção de recrutar trabalhadores temporários, enquanto os outros 50% afirmou que contratará colaboradores efetivos. Além disso, 54% dos empresários afirmaram que capacitaram ou vão capacitar suas equipes para receber turistas, principalmente com cursos de idiomas. Também foram mencionados cursos de atendimento voltado ao turista. Os outros 46% dos entrevistados revelaram que não pretendem promover qualificação extra para o atendimento durante o mundial.

Veja também

    Noticias

    O Sindilojas Porto Alegre é finalista do Top de Mkt ADVB/RS 2024

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades desta semana para as obras no Centro da capital

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais