Porto Alegre terá projeto colaborativo de WiFi

Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), o acesso à internet é um direito humano, por isso, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, com o apoio da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa), criou o Porto Alegre Livre.

Conforme a Organização das Nações Unidas (ONU), o acesso à internet é um direito humano, por isso, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, com o apoio da Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa), criou o Porto Alegre Livre. O programa conta com apoio do Sindilojas Porto Alegre e tem por objetivo democratizar o acesso WiFi na Capital. Hoje, o acesso grátis já é disponibilizado em diversos espaços públicos, como no Parque Farroupilha (Redenção), no Mercado Público e no Parque Moinhos de Vento (Parcão). Porém, além da ampliação do WiFi livre, os empresários locais serão convocados a fazer parte do projeto, abrindo seu sinal de internet para o cidadão.

As empresas interessadas em compartilhar seu sinal WiFi deverão fazer o cadastramento no site do projeto, através do link abaixo. Os dados serão avaliados e a marca da empresa será divulgada como um apoiador da ideia. O estabelecimento será marcado no mapa da cidade como um ponto de “WiFi grátis Porto Alegre Livre”. Além disso, o usuário vai conseguir visualizar, em seu dispositivo móvel, a rede disponível com o nome do negócio.
 

Acesse o site do projeto

Fonte: Porto Alegre Livre

Veja também

    Noticias

    O Sindilojas Porto Alegre é finalista do Top de Mkt ADVB/RS 2024

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades desta semana para as obras no Centro da capital

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais