Sindilojas Porto Alegre e entidades representativas lançam manifesto em apelo aos porto-alegrenses

Lideranças ratificam o compromisso de respeito à ordem pública e solicitam a colaboração de todos para o enfrentamento da covid-19 e o breve retorno às atividades.

Diante do anúncio de um possível lockdown na cidade de Porto Alegre, realizado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior na última sexta-feira (17), lideranças empresariais se reuniram durante o final de semana para definir uma posição uníssona sobre o assunto. Diversas entidades concordaram, portanto, em reitarar o compromisso de respeito às regras anunciadas em decreto pelas autoridades governamentais e em solicitar o apoio da população para que seja possível retornar o quanto antes às atividades. Ainda assim, as lideranças reforçam a necessidade de propor uma adequação aos níveis de isolamento social atualmente proposto à sociedade. Confira o texto na íntegra:

"Aos cidadãos de Porto Alegre:

Diante das medidas restritivas que há mais de 100 dias vigoram na nossa cidade, decretadas em face do combate à covid-19, as entidades abaixo assinadas, representando setores de extrema importância para a nossa economia, manifestam à sociedade porto-alegrense a posição de:

1. Ratificar o nosso compromisso de respeito à ordem pública, seguindo as determinações expressas nos diferentes decretos estaduais e municipais, que buscam, assim esperamos, preservar a saúde e a vida da população de nossa cidade;

2. Continuar a adotar, como temos feito desde o princípio da pandemia, todos os protocolos sanitários para o funcionamento dos estabelecimentos dos nossos associados. Locais onde, ressaltamos, não há registro de foco de contaminação pelo Coronavírus, até a presente data;

3. Reiterar que, embora fieis ao compromisso colaborativo, a suspensão das nossas atividades, por um período superior a 100 dias, já representa um grau de sacrifício de recursos que superam a capacidade de sobrevivência das empresas que sofreram restrições à sua atividade. Neste sentido, os segmentos essenciais que mantiveram-se abertos e que assinam a presente carta, solidarizam-se com os demais setores que tiveram sua atuação restringida neste período. Associa-se a isto, o fato de que a manutenção de restrições tão severas às atividades produtivas, também acarreta riscos de consequências desastrosas para a economia, para a preservação e geração de empregos e, por conseguinte, da saúde e da vida.

Por fim, na expectativa de conciliarmos os interesses que são comuns a todos, solicitamos aos cidadãos e demais habitantes de Porto Alegre que colaborem no sentido de respeitarem os níveis de distanciamento social instituídos bem como solicitar, ainda, às autoridades constituídas, a melhor e justa adequação dos níveis de isolamento social, dada a importância de superarmos, com brevidade e de forma organizada, o momento grave que atravessamos, colaborando, cada um a seu modo, para a urgente retomada das nossas atividades.

Assinam este manifesto:

Sindilojas POA
CDL POA
SINDHA
AGAS
ABRASCE
SINDUSCON
SINCODIV-RS – FENABRAVE
FETRANSUL
SINEPE
ABRASEL
Secovi/RS Agademi
ACPA
ADCE
SERGS
ICF
ACLAME
AEHN
Acomac
Sulpetro"

 

Veja também

    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais
    Noticias

    Transforme talento em marca de sucesso

    Veja mais
    Noticias

    Campanha de incentivo ao comércio local para reerguer Porto Alegre tem apoio do S...

    Veja mais